Fale com o Torq

Gamificação cresce como estímulo às novas gerações para poupança e investimentos

| Tendências,

Dinâmica das competições digitais auxilia na superação do medo gerado pelo risco do mercado de ações e elimina a sensação de tédio existente nos longos prazos para a obtenção dos benefícios

É consenso a ideia de que a melhor profissão que alguém pode escolher está relacionada a uma atividade que ela faça por prazer. Neste sentido, o que dizer sobre a possiblidade de cuidar da saúde financeira atual e futura como quem se diverte ao passar de fases e acumular pontos em um game?

É nesta sensação agradável que se baseiam algumas instituições que estão ganhando espaço no mundo financeiro ao apostar na gamificação como instrumento para estimular as novas gerações no desenvolvimento do hábito de poupar e investir seus recursos financeiros para realizar sonhos ou simplesmente ter um futuro melhor.

Um dos exemplos deste fenômeno é a americana Blast, uma empresa de tecnologia focada na interseção entre fintechs e jogos.  Fundada pela equipe que criou a Acorns, o principal aplicativo de microinvestimento dos EUA, com mais de cinco milhões de clientes, ela tem como foco de sua atuação a melhoria dos resultados para jogadores, empresas de jogos e o setor de serviços financeiros, gamificando os processos financeiros.

No final de agosto a companhia apresentou o Game-Based Savings, um recurso de economia que permite que um jogador economize facilmente seu próprio dinheiro de uma conta bancária pessoal em sua conta de poupança gratuita Blast enquanto joga em seus telefones ou computadores. As contas de poupança bruta acumulam 2% de juros.

Na ocasião, em comunicado enviado à imprensa, a instituição afirmou que atualmente existem cerca de três bilhões de jogadores no mundo e muitos deles preferem jogar ao invés de economizar para o futuro. “Agora eles podem fazer as duas coisas”, disse o CEO Walter Cruttenden.

O comunicado explica que a Blast funciona em segundo plano, para que as sessões de jogos nunca sejam interrompidas e o dinheiro seja mantido em uma conta segurada FDIC com segurança no nível do banco e criptografia de 256 bits para manter os dados seguros e privados.

Quando os jogadores fazem o download do aplicativo, eles são configurados automaticamente com uma conta poupança. Enquanto jogam no telefone ou no PC, o dinheiro é transferido da conta corrente para uma conta poupança Blast com base nas conquistas do jogo usando o recurso GBS. Como um incentivo adicional para economizar, o Blast ajuda os jogadores a atingirem suas metas de economia com um aumento financeiro adicional ao ganhar pequenas quantias por tentar novos jogos e realizar tarefas específicas no jogo.

A Blast tem também uma parceria com o economista comportamental, Dr. Shlomo Benartzi, da UCLA, especialista cuja pesquisa prova que comportamentos ruins, como a falta de economia ativa, são difíceis de mudar.

Como resultado, a empresa se concentra em conectar as coisas que precisamos fazer com as que queremos fazer. “O Dr. Benartzi nos ajudou a perceber que, se conseguirmos superar algo chato como aprender novas habilidades, e torná-lo mais frequente, anexando-o a um hábito já divertido, podemos fazer um mundo melhor”, explica o CEO da Blast.

A busca por soluções que vão ao encontro dos desejos da ova geração de consumidores faz parte da rotina do Torq.  Temos a habilidade e o networking necessários para unir as maiores competências do mundo financeiro com as mais inovadoras soluções de tecnologia e dos jogos. Entre em contato e vamos nos divertir juntos fazendo o que precisamos e o que queremos.