Fale com o Torq

Laboratório de pesquisa em Inteligência Artificial terá finanças como um dos focos

| Conectividade,

Novo laboratório, resultado da parceria entre IBM, FAPESP e USP oferecerá a mais avançada estrutura de estudos sobre IA do país com objetivo de desenvolver projetos e formar pesquisadores e profissionais especializados

Está previsto para os primeiros meses de 2020 o início das atividades do mais avançado centro de pesquisas em Inteligência Artificial do Brasil. Ele fará parte do Centro de Inovação InovaUSP, localizado na Cidade Universitária, em São Paulo e sua instalação no local foi anunciada no dia 7 de outubro pela IBM e pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

De acordo com comunicado enviado à imprensa, as pesquisas serão aplicadas a diferentes segmentos do mercado, incluindo o setor de finanças. O objetivo é criar avanços científicos significativos e formar pesquisadores e profissionais em IA.

Com financiamento de até 10 anos, IBM e FAPESP reservarão, cada uma, até US$ 500 mil anualmente para implementar o programa, que contará com avaliações periódicas das atividades do Centro. Já a USP, por sua vez, investirá até US$ 1 milhão por ano em instalações físicas, laboratórios, professores, técnicos, administradores para gerir o Centro, entre outros. A definição do cronograma de construção do espaço e outros detalhes do projeto serão definidos em acordo que deverá ser assinado até o final de 2019.

O texto informa que esta é a maior parceria do Brasil entre uma empresa de TI e o setor acadêmico para a colaboração em Inteligência Artificial (IA) e reunirá o conhecimento de cientistas, professores e estudantes para a realização de pesquisa e projetos conjuntos.

O Centro de IA também será o primeiro da América Latina a fazer parte do IBM AI Horizons Network (AIHN), criado em 2016 para promover a integração e colaboração entre as principais universidades do mundo, estudantes e pesquisadores da IBM comprometidos em acelerar a aplicação de IA a alguns dos maiores desafios globais, como assistência médica, processamento e reconhecimento de imagem, aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural e tecnologias relacionadas.

“A criação desse centro com a USP é um marco muito grande para a pesquisa no Brasil e vai permitir que tenhamos estudantes, pesquisadores e outros profissionais engajados em uma área que vem ganhando cada vez mais relevância estratégica no mundo, possibilitando que haja uma agenda científica conjunta e avanços significativos”, afirma Ulisses Mello, diretor do Laboratório de Pesquisa da IBM Brasil. “Teremos também um intercâmbio de ideias bem maior com pesquisadores de todo o mundo, ampliando a solução de problemas decisivos simultaneamente para a ciência e o mercado e trazendo excelentes resultados”.

De acordo com Fabio Gagliardi Cozman, diretor do Centro de IA e professor da USP, o projeto tem como objetivo levar a pesquisa em inteligência artificial a um novo patamar. “Pretendemos que as atividades do Centro contribuam para colocar o país na fronteira desta área, capacitando profissionais e empreendedores, e que fomentem o debate na sociedade sobre como usar esta tecnologia da forma mais positiva possível”, comentou.

O estímulo à pesquisa científica e à formação de profissionais cada vez mais capacitados nas novas tecnologias por meio da parceria entre a academia e as empresas é um dos pilares da atuação do Torq.  A Inteligência Artificial está na base do desenvolvimento da maioria dos projetos de inovação da indústria financeira e certamente iniciativas como essa contribuirão para acelerar muitos deles. Mas enquanto esperamos por isso, não é preciso ficar parado. Entre em contato e vamos pesquisar as potencialidades da IA juntos.