Fale com o Torq

4 obstáculos da transformação digital no mercado financeiro

| Tendências,

Nos últimos anos, as fintechs criaram uma onda massiva, causando uma verdadeira disrupção em muitos setores verticais de negócios, especialmente o setor financeiro.

Diversos serviços foram melhorados, como pagamentos, empréstimos, gerenciamento de patrimônio e muito mais. Tudo para que fosse possível inovar e conquistar novos mercados.

Essa transformação resultou na criação de experiências únicas para os clientes, ajudando-os a entender e aceitar essas fintechs sem muita hesitação.

Um bom exemplo são os bancos digitais, que hoje contam com quase 6 milhões de contas correntes e de pagamentos. Mas esses clientes fazem parte de um pequeno subconjunto.

Fora desse subconjunto, muitas pessoas ainda têm receio de aceitar essas transformações por vários motivos, como falta de confiança, dúvidas em relação a transparência e prováveis violações de segurança ou apenas porque se sentem muito mais confortáveis com as formas tradicionais de transações financeiras.

O setor de fintechs, apesar de criar uma revolução tecnológica no mercado financeiro, não deixa de tropeçar em seu conjunto de desafios. Neste artigo, veremos quais os 4 principais obstáculos da transformação digital no mercado financeiro. Confira!

Obstáculo 1: Credibilidade

Esse é o desafio número 1 de qualquer inovação e também vale para as fintechs. Como estamos lidando com dinheiro, a maioria das pessoas ainda não possui o componente de confiança para confiar em startups e soluções para simplificar suas operações financeiras.

Ganhar a confiança das pessoas a ponto de fazê-las confiar no seu produto, que não é familiar, exige muito tempo e esforço.

A melhor solução é apostar em uma estratégia de desenvolvimento de conteúdo com o aprendizado em sua essência.
Isso não significa necessariamente criar conteúdos para vender seu produto aos clientes, mas fazê-los entender o que é a inovação, como e por que pode ser benéfico para eles usarem os serviços.

Pesquise e crie conteúdo atraente que seja educacional, de maneira a fazê-los acreditar no seu produto.
Embora exista uma alta demanda por soluções digitais, fintech é um termo relativamente novo para a grande massa. O objetivo é fazer seu público entender o conceito e familiarizá-lo com ele, para que a ideia não pareça mais estranha. E-books, estudos de caso, depoimentos de clientes e infográficos funcionam melhor para esse caso de uso.

Além disso, escolha sabiamente a forma do conteúdo de um assunto específico.

Se o assunto for um problema que você pode resolver, traduza a solução em um estudo de caso em que resume o desafio, descreve as etapas adotadas para enfrentá-lo e os resultados da implementação da solução.

Se o assunto for um problema genérico que você resolveu de uma maneira única, você pode desenvolver um documento técnico definindo o problema e provando que é uma dificuldade legítima, falando sobre a solução tradicional e como você resolve o problema de maneira diferente.

Obstáculo 2: Descoberta

Você pode ter um produto sólido que funciona muito bem; você pode ter conquistado a confiança de um bom número de pessoas que usam o seu produto. Mas e o quadro geral?

Neste ponto, você deseja mais do que apenas um punhado de pessoas usando o seu produto. Existem mais de 600 startups de fintech no Brasil. Fazer seu produto ser descoberto entre os concorrentes é definitivamente um desafio.
Nesse caso, sua estratégia de marketing deve ter um plano de distribuição sólido, para que as pessoas certas consumam seu conteúdo e cheguem até seu produto.

A internet está cheia de millennials, que representam boa parte do seu público-alvo. Atender a seus interesses pode ser um trampolim para a parte restante da sua estratégia. A geração millennial é especialista em tecnologia e encontra continuamente soluções online para seus problemas.

Eles também são muito ativos nas mídias sociais. Exercitar isso e manobrar seu plano para atender às necessidades deles ajudará seu produto a ser descoberto até certo ponto.

Seu site está bem projetado e otimizado? Caso contrário, você precisa mudar isso.

Como dissemos anteriormente, essa geração de jovens gasta muito tempo nos mecanismos de busca, encontrando soluções para seus problemas. Se seu site não for otimizado, seu produto poderá não aparecer nos resultados da pesquisa e você poderá perder muitos clientes em potencial.

Seu site precisa ser perspicaz, criativo e informativo enquanto otimiza os mecanismos de pesquisa.

Obstáculo 3: Relacionamento com o cliente

Toda empresa precisa de clientes, é claro. E se você deseja que sua base de clientes permaneça com o seu produto e continue voltando, você precisa manter essa clientela a longo prazo, construindo relacionamentos duradouros.
Por isso, à medida que sua empresa cresce e ganha popularidade, é essencial que seus clientes amem seu produto, mas o mais importante, amem sua marca.

Estabeleça uma conexão emocional com seus clientes contando histórias de sucesso de outros clientes e envolva-os de tempos em tempos. Você pode conseguir isso através do conteúdo – blog, e-mails e mídias sociais.

Mas, atenção! O aspecto mais crucial da construção de ótimos relacionamentos com os clientes é oferecer um serviço de qualidade.

Acompanhe o comportamento do cliente com seu produto para entender como eles interagem e usam seu produto. Isso fornece informações sobre o que está funcionando bem e quais podem ser os pontos negativos. Use essas informações para melhorar constantemente seu produto e o serviço que você fornece. Um cliente satisfeito é um cliente que retorna traz consigo novos clientes .

Obstáculo 4: Fidelidade à marca

As fintechs estão aproveitando a tecnologia disruptiva para atender às necessidades do consumidor. Embora isso seja brilhante, como essas empresas sobrevivem à intensificação da concorrência?

O público jovem de hoje tem muitas opções para escolher; movendo-se independentemente de um provedor de serviços para outro, o que torna importante se concentrar na retenção de clientes.

As estratégias de marketing precisam envolver esquemas de recompensa do cliente periodicamente.

Programas baseados em lealdade e conteúdo gerado pelo usuário podem ajudar nisso. Por meio de conteúdo gerado pelo usuário, as empresas dão voz aos seus clientes e mostram que uma marca se importa o suficiente para ouvir os problemas e as realizações do usuário.

Mudança de mindset é o passo principal

A transformação digital, ainda em seu estágio inicial de adoção, levantará questões e sobrancelhas para a maioria das pessoas. Embora seus avanços sejam avassaladores, o foco de qualquer empresa da fintech deve ser a educação das pessoas sobre o seu conceito.

Isso é importante, pois grande parte da mudança precisa acontecer primeiro na forma como as pessoas enxergam esse tipo de solução. Elas precisam mudar o seu mindset.

E o primeiro passo para conseguir esse feito é entender como está a situação do seu mercado quando o tema é transformação digital.

E para ajudá-lo nessa tarefa, que tal descobrir a maturidade digital do seu negócio?

Faça já um DIAGNÓSTICO GRATUITO com especialistas do setor financeiro e descubra as necessidades de transformação do seu negócio.

QUERO FAZER

Lembre-se de que a transformação digital na era das fintechs e bancos digitais mudou os modelos de negócio e veio para otimizar toda a experiência que os usuários tinham nas empresas tradicionais. Então aproveite e não fique para trás.